Personagem : Krulgar


Krulgar

Dizem que o sol se escondeu no dia em que Krulgar nasceu. Mas ele mesmo negaria essa história, uma vez que ninguém que ele conheceu havia estado lá. Também dizem que ele nasceu de uma cadela montada quase até a morte pelos cães da sua matilha. Mas ele provavelmente te mataria se você repetisse isso em voz alta. Krulgar não gosta de falar de sua infância. Suas primeiras lembranças eram do monastério. De pedra, muros, barulho de espadas de madeira e coceiras de pulgas. Trabalhava para o guarda-caça do monastério, jogado no canil lutando pelos restos como um dos cães dos quais ele cuidava. Era pouco mais do que um bicho. Violento, meio estúpido e amedrontado. Os monges o chamavam de cão vadio, de sarnento, de mastim e todos os apelidos eram verdade de uma forma ou de outra.
Dizem que tudo aconteceu por causa de uma garota. Outros dizem que Krulgar fora possuído por um demônio. Durante um banquete, entre monges e nobres de diversas partes do pais, Krulgar entrou arrastando atrás de si a cabeça do guarda-caça, diante dos olhares aterrorizados ele a jogou no centro da mesa para que todos vissem o que ele havia feito. Os homens tentaram aprisionar Krulgar, mas ele conseguiu fugir e os homens que saíram em sua busca não voltaram. Ele tinha apenas oito anos, ou assim dizem as histórias.
O garoto meio selvagem foi encontrado por Khirk. Em meio as turbulências causadas pela abolição da escravatura, os dhäeni ainda eram muito perseguidos e Khirk vivia sozinho na floresta. Quando ficou claro porém que ele não saberia como lidar com uma criança humana, Khirk levou Krulgar para as terras de Lorde Cornwell, que fez o que pode para domesticar aquele menino selvagem.
Quando Cornwell morreu, seu filho e herdeiro expulsou Krulgar de suas terras. Sem senhor, ele e Khirk passaram a viver nas estradas, entre bandidos e todo tipo de aventureiros, fazendo o possível para continuar vivo.
Krulgar sempre foi “o maior da ninhada”. Alto e forte, não ganhou o apelido mastim à toa. Ele odeia todo tipo de autoridade. Os deuses o abandonaram no monastério, os nobres sempre se mostraram contra tudo o que ele queria. Krulgar aprendeu cedo que se ele quisesse algo, precisaria lutar por aquilo, sem depender de ninguém. Indomável, ele por vezes parece provocar as autoridades ao seu redor, desafiando as convenções sociais. Os cabelos castanhos sempre emaranhados, os olhos escuros e cheios de raiva, bem como as roupas feitas com partes de tudo o que ele pode encontrar pelo seu caminho, apenas reforçam a imagem de selvageria que o guerreiro têm. A exceção se dá quando Krulgar lida com cavalos, uma paixão antiga. Ou quando ele bebe entre amigos, quando ele enche os salões de histórias nem sempre verdadeiras e gargalhadas sinceras.
Mesmo depois de adulto, Krulgar continua alto para a maioria dos homens e forte como um cavalo de raça. A pele foi ficando cada dia mais escura de sol e seu humor cada dia mais autêntico. A estrada o ensinou a não confiar em ninguém, exceto Khirk, o dhäen que o criou e que hoje é seu companheiro de viagem, sua única família, mas nem mesmo ele é capaz de vergar o guerreiro quando ele toma qualquer decisão. Krulgar não acredita na lei, não acredita nos nobres, não acredita na intervenção dos Deuses. Ele tem fé em suas mãos e no serviço sujo que elas podem fazer. Se o destino te golpeia, você deve retribuir com mais força. Krulgar nunca se esquece de um favor ou de uma dívida e quando a oportunidade de acertar as contas surge a sua frente, ele nunca hesita. Mesmo que os anos tenham transformado a dívida em nada além de uma memória distante.

Anúncios

2 Respostas para “Personagem : Krulgar

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s